Turismo Santa Catarina

Catedral Diocesana Nossa Senhora dos Prazeres

Tudo feito a mão período de 1910 a 1920
As decorações da Catedral Diocesana Nossa Senhora dos Prazeres vieram da Europa. Os sinos vieram da Alemanha.
A devoção a Nossa Senhora dos Prazeres em nossa região, é tão antiga quanto o início de nossa cidade. 

eu amo lages

A pedido do então governador de São Paulo, D. Luiz Antônio de Souza Botelho Mourão o Capitão-Mor Regente do Sertão de Curitiba, Antônio Corrêa Pinto de Macedo, iniciou uma povoação e capela dedicada a Nossa Senhora dos Prazeres, em 1766. A ordem de D. Luiz dizia o seguinte: 
“Porquanto tenho encarregado ao Capitão-Mor Regente Antônio Corrêa Pinto várias ordens, cujas substâncias de fundar uma povoação no sertão de Curitiba na passagem chamada das Lagens, à qual necessariamente se á de por nome para que entre as mais povoações desta capitania se distinga: ordeno ao dito Catitão-Mor Regente que logo que formar a referida povoação lhe ponha o nome de Vila Nova dos Prazeres, e da igreja Matriz da dita povoação será orago Nossa Senhora dos Prazeres, a quem tenho devoção especial por ser minha madrinha, e padroeira da minha casa, e morgado de Mateus de que sou administrador. Assim executará sem dúvida alguma”.

Os Sinos da Catedral de Lages


No dia 24 de dezembro de 1920, foram solenemente batizados os sinos comprados em Bochum, na Alemanha. O maior deles, denominado “Cristo Salvador” ou “Redentor”, pesando 1.520 kg., o dadalo pesando 87 kg. Foi doado pelo Senhor Oscar de Brito e Dona Alice Wendhausen, o “Santa Maria” pesando 920 kg., foi doado por D. Brandalise Alves de Britto e o “São Francisco” que pesa 475 kg.